Muitas organizações atuam juntamente com estudantes e trabalhadores na perspectiva de avançar na organização e na consciência de classe, apontando que os problemas que estão colocados na nossa sociedade, em última instância, são resultantes da forma de exploração do trabalhador que vivenciamos no modo de produção capitalista. Mas, para participar dessas lutas, construindo materiais de divulgação e atividades de formação, é necessário construirmos campanhas de financiamento.

Muita organizações que se colocaram nas lutas sociais entenderam a lógica do financiamento de outra forma: entendem que é importante conseguir financiamento por meio de qualquer via; ou simplesmente se esquecem das mobilizações dos estudantes e dos trabalhadores e entendem o dinheiro como a única meta. Exemplos que se encaixam nessa realidade não faltam na história recente dos movimentos sociais, dentre os quais a UNE e a CUT que foram cooptadas pelo governo e abandonaram completamente as lutas.

Portanto, observamos que ter campanhas de financiamento são extremamente necessárias, mas, ao mesmo tempo, é necessário se manter autônomo diante de empresas, governos, reitorias ou partidos, pois, como diz o ditado, “quem paga a banda escolhe a música”. Por isso, é importante construir campanhas deAUTOFINANCIAMENTO. Tais campanhas de autofinanciamento não podem ter como intuito apenas arrecadação de dinheiro – é necessário construir essas campanhas que possibilitem também a divulgação de nossas políticas, apresentando aquilo que defendemos e entendemos como importante para a organização dos estudantes e trabalhadores.

caneca

É por esse motivo que estamos, neste momento, construindo uma campanha financeira de vendas de CANECAS a um valor de R$ 5,00 . Caso tenha interesse em adquirir o seu, entre em contato conosco por e-mail (ccontracorrente@gmail.com) e blog (https://coletivocontracorrente.wordpress.com).